Labels

sábado, 20 de maio de 2017

Estudante agredido em protesto tem alta após segunda cirurgia em Goiânia

O estudante Mateus Ferreira, de 33 anos, que foi agredido durante um protesto, em Goiânia, recebeu alta médica na manhã deste sábado (20) após passar pela segunda cirurgia. Segundo o Hospital de Urgência de Goiânia (Hugo), ele está bem e não há previsão de novos procedimentos cirúrgicos.



Mateus foi agredido no dia 28 de abril após ser atingido com um cassetete pelo capitão da Polícia Militar Augusto Sampaio. Um vídeo mostra em detalhes o momento em que o estudante levou o golpe no rosto. Fotos também registraram a agressão. O impacto foi tão grande que o cassetete quebrou com a pancada.

O primeiro procedimento cirúrgico aconteceu no dia 29 de abril. Equipes de neurocirurgia e bucomaxilofacial fizeram reparações dos ossos faciais. Já no dia 18 de maio, ele passou por um segundo procedimento para preencher com cimento cirúrgico uma perda óssea na testa, acima da sobrancelha.

A equipe médica considerou que a cirurgia foi bem-sucedida e sem intercorrências. Após o procedimento, a mãe do estudante, Suzethe Barbos, disse que o filho já tem vontade de voltar a estudar.

0 comentários: